A la riba!

Um cara que eu respeito muito disse que “a vida existe, para além do que se escreve. Mas só quando se escreve, podemos comemorá-la”.

É bem isso.

O que são as minhas, as suas, as nossas trepadas, senão trepadas adicionais à milenares trepadas que ocorrem em moto continuo desde que o samba é samba? Nada de novo no front, amici.

A mim, me vale comemora-las. E cada vez que eu escrevo, brindo a elas com uma cuvée de prestige.

Mesmo que a coisa exista para além do que escrevo, e muitas das vezes “para aquém” disso…

Sobre mistakegirl

Vaca profana por princípio e vocação... la leche buena toda em mi garganta, la mala leche para los puretas... Ver todos os artigos de mistakegirl

4 respostas para “A la riba!

  • sabiaspalavras

    A expressão “minha vida é um livro aberto” nunca foi tão significativa desde que criei meu blog. Infelizmente esse livro tem de ser escondido da vida social “comum”. Aqueles que merecem tomam conhecimento de quem sou e do como realmente penso.

  • mistakegirl

    Infelizmente? Não acho não…. é como os amigos… a cada um contamos um segredo… aqui estão alguns, e não outros, e assim por diante… estou satisfeita com esse arranjo….

    Olha só, arruma o teu link, senão não consigo ir ao teu blog!

  • Maria e João

    Se as coisa existem para além ou aquém do que escreve, não importa. Não importa sequer se elas inexistem!

    O que importa de fato, é o que mora nessa sua cachola e você divide conosco… isso sim existe, e é motivo de grande comemoração! 🙂

  • sabiaspalavras

    Cada um tem uma maneira de encarar essa realidade. No meu caso, adoraria poder falar tudo o que penso sem ter receio de ser prejudicado em algum momento por isso. Tenho orgulho do que penso e de como encaro sexo, putaria, amor e sacanagem ( que, para mim, são tudo a mesma coisa ), mas tenho consciência que para algumas pessoas essas coisas são características de indivíduos com índole maldosa e que andam pela rua querendo traçar qualquer coisa que tenha um bucaro molhado, quente e confortável, por isso AINDA me vejo na necessidade de manter uma vida distanta da outra. Fico feliz por ver que vc está feliz como está e admito que gostaria, pelo menos no momento, de não sentir necessidade de explodir a barreira que tive de impor entre esses dois aspectos da minha vida.

    Link para meu blog ajeitado, vai ser um prazer ver você por lá. =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: