A maçã

Eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também. (Disse o bardo, com o perdão dos poetas…)

Aí de repente rola, a despeito da admiração, um estranhamento em relação a esse “pertencimento” confesso entre casais.

É que quando penso no tanto que eu teria que abrir mão de mim, para alcançar essa tal felicidade que sempre me parece tão volátil…

Ai, dá não.

Melhor correr por fora. E ser de cada um, e para cada qual, a porção exata que tenho a oferecer. E de bom grado.

E ser também dele, plenamente dele, isso tudo que eu tenho pra ele, mas que não esgota quem sou.

Ou talvez eu apenas seja um tanto cínica.

Não saberia dizer.

Sobre mistakegirl

Vaca profana por princípio e vocação... la leche buena toda em mi garganta, la mala leche para los puretas... Ver todos os artigos de mistakegirl

10 respostas para “A maçã

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: