Sexualidade Límbica


“Numa certa cena underground carioca, os jovens levam até o limite da indeterminação sua sexualidade. Nenhuma identidade precisa, apenas uma sucessão infinita de singularidades quaisquer. Meninos e meninas que levam a ambiguidade até o seu extremo, despreocupados em definir o que quer que seja, eles se movem melífluos em meio às mais diversas possibilidades. Trata-se de uma sexualidade límbica, no sentido preciso do termo. Uma assinatura que invade as noites cariocas, e talvez de muitos outros lugares do planeta, vindo de um passado teológico distante. Um corpo escorregadio, que desliza entre os significantes que pretendem capturá-lo. Nem isso, nem aquilo. Apenas assim mesmo, tal como é. Um limbo erótico, em que a luz, o som, e os líquidos circundam pequenos pontos de intensidade e mais nada. Um dia, todos teremos o sexo dos anjos.”

Infelizmente este texto não é meu.

Mas como eu queria tê-lo escrito.  Foi deixado assim, por aí pela esfera virtual, como quem diz “bom dia”…  por um amigo, que foi meu professor de Filosofia na faculdade, e a quem sinto uma vontade fustigante de contar do blog. Não consignei a ele a autoria, para não o expor. Mas um dia, quem sabe trazido pelo vento, ou por minhas corajosas mãos, ele aparece por aqui, e se acusa?

Enfim, achei a reflexão sensacional.

Eu, que não fui capaz de elaborar com tanta precisão o fenômeno, já chamo essa turma de “os herdeiros de Thomas Mann” há tempos. Saídos diretamente de Morte em Veneza, lindos  e diáfanos Tadzios a circular pela noite. E, fascinada Aschenbach, sempre me pergunto onde é que essa turma habita, no dia (não que o dia me importe um cazzo).

Afirmo, porém, que é nas quebradas da noite paulistana, onde aliás os notei primeiro,  que o tipo alcança seu esplendor.

As minhas próprias reflexões sobre esta tal sexualidade límbica, ficam para a próxima.

Como eu queria dizer essas coisas ao meu professor… e amigo.

Mas um dia, um dia…

Sobre mistakegirl

Vaca profana por princípio e vocação... la leche buena toda em mi garganta, la mala leche para los puretas... Ver todos os artigos de mistakegirl

Uma resposta para “Sexualidade Límbica

  • Maria

    Sexualidade límbica foi certeiro!!!

    Você conhece o Dario Caldas, sociólogo, pesquisador de tendências? Ele tem alguns textos correlatos… bem interessante. Outro foco…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: