desgoverno

E aí que a porca torceu o rabo.

E eu noto que não tenho necessidade de mais ninguém.

Apenas queria muito.

Perde-se tanto tempo.

Tempo em que a minha boca poderia estar reconhecendo na sua, tudo que ela não tem competência para me dizer. Porque há uma hora, mes amis, em que é preciso abdicar de dizer:  já não faz diferença.

Entretanto,  o que se vê é um conglomerado de ações inúteis, em prol de objetivos forjados, e isso se espalha em ondas e nada faz sentido. Meio assim como essa prosa.

E acredito que sim, dentre as coisas que dão sentido à etérea existência, estão as placas de trânsito e a minha boca na sua.

O que, pelo visto, significa que seguiremos sem rumo.

Sobre mistakegirl

Vaca profana por princípio e vocação... la leche buena toda em mi garganta, la mala leche para los puretas... Ver todos os artigos de mistakegirl

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: